A Guerra não-declarada no Trânsito de Belém do Pará

1.038 acidentes nos primeiros 5 meses do ano de 2011. Essa estatística mostra que há uma guerra não-declarada no trânsito da Região Metropolitana de Belém e ninguém do poder público faz nada para pelo menos reduzir esses números vergonhosos.

Semana passada um jovem estudante universitário morreu ao ser colhido por uma van clandestina que avançou o sinal vermelho e recentemente um ciclista foi “esmagado” por um caminhão em Ananindeua. Duas mortes evitáveis não fosse a falta de planejamento e segurança nos principais corredores da região.

A maioria dessas mortes são de jovens.

Ciclistas e motociclistas estão envolvidos em quase metade dos acidentes.

O pedestre não está protegido nem na calçada, cada vez menores e inseguras.

E o poder público faz o que para melhorar o trânsito? Só aplica multas.

E a sociedade vai ficar passiva até quando? Quantos ainda vão perder a vida no asfalto?