A Belém Submersa no Trending Topics

Ontem o caos ocasionado pela chuva teve reperscusão no twitter ao figurar em 1° lugar no Trending Topics com a hashtag #btcaos. Esse fato lamentável aumenta o coro de pessoas indignadas com a situação cada vez mais caótica do trânsito e o problema das enchentes, que atingem praticamente todos os bairros de Belém.

No centro,  20 minutos de chuva é suficiente para o esgoto transbordar e o trânsito parar, enquanto na periferia os canais transbordam devolvendo todo o lixo jogado pela população (o lixo é um problema sério em Belém!).Quem não tem a chance de morar em edíficios fica a mercê das águas que invadem as casas, trazendo doenças e causando prejuízo, como destruição de mobilia e outros aparelhos.

 

Andar em dias de chuva forte é perigoso, ja que na cidade a regra é a presença de bueiros sem tampa e bocas-de-lobo entupidas e sem grade, um risco para quem tenta voltar para casa, tanto para pedestres e motoristas.

A Belém de tempos atrás não enchia tanto como enche hoje, então qual a explicação? Talvez o atual prefeito tenha a resposta, já que as obras da bacia da Estrada Nova e Tucunduba estão paradas, provávelmente não serão concluídas nesse péssimo governo municipal, na melhor das hipóteses só em 2013.

 

A população não é só vítima, mas também é cúmplice desses fatos (pelo menos parte da população). Basta circular de Val-de-Cães ao Guamá (como na música do Nilson Chaves) para observar a quantidade de lixões clandestinos em via pública e fiscalização zero.

 

A nosso cenário atual também é reflexo de políticas que alteraram a paisagem urbana tapando canais, permitindo construções irregulares na calha do rio Guamá, além do desleixo quanto ao manejo de resíduos sólidos (entulhos), cada vez mais comum na cidade.

 

Assim como os internautas se mobilizaram para denunciar o caos na cidade, espero que um dia a cidade mude com a mobilização do povo e não de governantes, que uma vez no poder e cercado de assessores, esquecem do povo (relembrando apenas em época de eleição).

 

 

Duciomar Costa e a Cassação: um mal necessário

A Justiça Eleitoral do Pará (98ª zona), que cassou o diploma do então prefeito de Belém Duciomar Costa (PTB), deu início a uma novela: Belém tem de fato um ou dois prefeitos? Duciomar está no cargo hoje por conta de uma liminar, que a qualquer momento pode cair e Priante foi empossado, mesmo não tendo a diplomação do TRE, portanto, sua posse foi simbólica na verdade.

É inegável que Duciomar tenha se utilizado da administração pública para ter vantagem nas últimas eleições, as placas pela cidade não mentem, inclusive grande parte dessas placas (muitas fincadas na periferia da cidade) anunciavam obras inexistentes, sem preço, sem nome de empreiteira e nem de financiadora, obras que sequer foram feitas, mas em cada esquina do Guamá por exemplo(reduto eleitoral de Duciomar) tinha uma, sem falar na quantidade de ruas asfaltadas (na verdade apenas uma capa selante e uma fina camada de asfalto) na periferia era grande e todos sabem que asfaltar ruas é uma ótima forma de se angariar votos.

Não tenho dúvida que o atual prefeito cassado é incompetente, aliás sempre foi, a origem humilde e as ações assistencialistas (como o ônibus que transportava passageiros de graça) foram a mola propulsora para o legislativo inicialmente e depois o executivo, Duciomar não é uma liderança política em nosso Estado, temos poucas, quase nenhuma de boa índole e compromisso com a população, basta observar o caos na saúde pública, a industria da multa na CTBel, o caso dos carros doados para a saúde, mas que pararam na Guarda Municipal (caso que se tornou recentemente parte da mostra sobre improbidade administrativa do Ministério Público Federal do Pará), desmandos na SEMEC (ver o caso Escola Bosque), ausência de concursos públicos (que deram lugar para os processos seletivos simplificados, uma forma legal de se colocar apadrinhados políticos), dentre outras ações negativas constantes nessa administração.

A certeza que nós podemos ter é que qualquer um que esteja no poder mudará pouca coisa, pelo menos a curto prazo e nós precisamos de coisas a curto prazo, a cidade está abandonada a muito tempo, o legado dessa disputa é a instabilidade política na cidade e o avanço da área de influência do PMDB (o partido de Priante), partido esse que em outrora apoiou e rompeu com os tucanos (que permaneceram 12 anos no poder), apoiou o PT em 2006 (e ao que tudo indica a aliança com Ana Júlia não será reatada, a não ser que a lista de atribuições e cargos seja tentadora).

A cassação de Duciomar o coloca na história (o 1° prefeito da capital cassado por abuso de poder econômico) e encerra uma história de muito sofrimento, descaso e anti-democracia que Belém passou (e pode passar novamente, só saberemos depois).

Cenas do próximo capítulo em 2010.