Brasil – Redução da Maioridade Penal e PL da Terceirização

Enquanto os analfabetos políticos pedem a saída da Dilma, o PMDB, do achacador Eduardo Cunha, a bancada da bala e a bancada dos patrões empurraram goela abaixo dois projetos: um que pune ainda mais jovens excluídos socialmente e outro que reduz direitos trabalhistas.

Redução da Maioridade Penal

Reduzir de 18 para 16 anos a maioridade pode ser desastrosa, pois encarcerar jovens nos presídios-masmorras é dar mais munição para o crime organizado, pois esses jovens sairão piores do que entraram. É preciso incluir esse jovem que está fora da escola e que é alvo fácil da criminalidade, com políticas públicas efetivas de trabalho, emprego e renda. Prender não resolve o problema da criminalidade, pois a raiz do problema é mais capilarizada e tem relação direta com a guerra às drogas. Não tenho dúvida que a redução servirá apenas para inchar ainda mais os presídios, aumentar o exército dos megatraficantes e encarcerar pretos, pobres e favelados.

Projeto de Lei da Terceirização (PL 4330)

É o projeto de lei que  beneficia grandes empresários e reduz direitos dos trabalhadores. Já fui terceirizado e sei como é trabalhar sem garantias e como é se sentir descartável, portanto, esse projeto, que foi votado em massa pela direita e só PT, PCdoB e PSOL foram contra, mostra que Eduardo Cunha (PMDB) é o verdadeiro câncer da política brasileira, um conservador religioso financiado por empresários que tem interesse na aprovação do projeto. Terceirizar é uma forma de baratear a mão de obra e aumentar o lucro dos empresários e definitivamente quem perde é o trabalhador.

Advertisements

Grupo Liberal ficará sem energia

Lúcio Flávio Pinto

A Celpa começou hoje a cortar o fornecimento de energia ao conglomerado do grupo Liberal. A ação atinge tanto as unidades de Belém quanto do interior. Uma das primeiras atingidas foi uma antiga emissora de televisão de Santarém, já desativada, mas com prédio instalado. O corte foi decidido porque as empresas da família Maiorana continuam sem pagar as contas atrasadas.

Um acerto feito pela proprietária anterior da Celpa, a Rede Energia, aceitava que o pagamento devido por 150 clientes protegidos pelo grupo Liberal fosse através de permuta de publicidade, com encontro de contas. A nova concessionária, a Equatorial Energia, não aceitou essa transação e tentou cobrar sem sucesso o passivo do grupo Liberal, de 20 milhões de reais. Diante da recusa à quitação, a nova dona da Celpa decidiu suspender o serviço aos usuários inadimplentes.

O grupo Liberal, afiliado à Rede Globo de Comunicação, reagiu às cobranças desencadeando uma grande…

View original post 61 more words

A cidade alagada

Lúcio Flávio Pinto

A preços de hoje, o programa de macrodrenagem das baixadas de Belém saiu por mais de 900 milhões de reais. Dez anos depois de realizado, porém, 20 bairros da sua jurisdição sofrem os efeitos de cheias constantes ao longo do “inverno”, os seis meses de mais chuvas de cada ano. Em alguns casos, o problema se tornou ainda mais grave do que no período anterior à intervenção pública, a maior na história recente da cidade.

O Estado concluiu o programa em 2005. A partir daí, a tarefa passava a ser de competência municipal. Mas o que menos a prefeitura fez a partir daí foi manter o que foi realizado e suprir as lacunas ou mudanças. O prefeito Duciomar Costa passou em frente, a preço de ocasião, numa das muitas transações obscuras que promoveu, a frota de veículos herdada do governo estadual, ainda em plenas condições de uso.

A inércia e…

View original post 148 more words

O vídeo da música que está irritando os coxinhas

bloglimpinhoecheiroso

Max_Gonzaga01Fernando Brito, via Tijolaço

O compositor e cantor Max Gonzaga (foto) está bombando na internet com a música “Classe média”, despertando a ira dos coxinhas, o nome que pegou para os jovens de classe média que reproduzem o discurso superficial e de direita da mídia.

Max, coitado, está sendo acusado de fazer a música para zombar das manifestações do mês passado, mas ele a gravou há oito anos, em 2005. Aliás, Max diz cantando, muito mais simples e bem-humorado, o que a Marilena Chauí falou, provocando tanta polêmica.

Se alguém quiser o disco do Max, a propaganda é grátis, basta clicar aqui e ele combina um jeito de entregar.

Em tempo: a classe média é e pode ser diferente. Foi dela que saíram Chico Buarque, Caetano, Gil e uma geração de artistas e intelectuais geniais, como anos antes tinham surgido Vinícius, Graciliano, Jorge Amado e tantos outros…

View original post 299 more words

Se você pede impeatchment da Dilma, sinto muito, você é um GOLPISTA!

Isso mesmo, se você acha legitimo pedir o impeatchment da presidenta Dilma só porque discorda da política que ela faz ou por causa do aumenta da gasolina, sinto muito, mas você é um golpista. Tudo bem discordar de um partido trabalhista e que promoveu grandes mudanças sociais, acho válido nas democracias discordar, mas pedir a saída da presidenta é falta de respeito.

O PSDB é um dos partidos que está por detrás desse movimento fascista, apesar de não quererem aparecer, mas todos sabem que o candidato derrotado na eleição do ano passado simplesmente não aceitou a derrota e tenta por vias não democráticas, com a ajuda da mídia suja do Brasil (o PiG = Globo, Folha, Estadão, Editora Abril) e da elite inculta e escravagista tenta voltar ao poder, mas o povo sabe que se existe uma outra alternativa de partido, certamente não é o PSDB (que também está envolvido no petrolão, inclusive com o braço-direito do Aécio como um dos investigados).

Dia 15 não vá para a rua, seja inteligente e no lugar de criticar apenas a Presidenta Dilma, critique os outros políticos, o seu Governador e o Deputado em quem você votou ou mesmo peça a saída de quem REALMENTE está envolvido com a corrupção, como o Renan Calheiros e o Eduardo Cunha, ambos do PMDB e citados na operação Lava-Jato. Não passe vergonha e nem seja massa de manobra da Rede Globo, pare de ler a Veja e não seja enganado pela mídia conservadora-golpista.

A presenta foi ELEITA democraticamente e escolhida pela maioria da população, portanto, aceitem o seu Governo, façam críticas, mas não peça a sua saída e nem a chamem de VACA (como fizeram ontem, em pleno Dia Internacional da Mulher.

Para os que amam Nova York mas detestam o Brasil

Luíz Müller Blog

ryanshelley

Fernando Brito no O Tijolaço

Se a nossa elite  mentalmente colonizada tivesse um pingo de lucidez e um grama de compaixão (ou apenas um dos dois) olharia  para o Brasil com um sentimento de paz e esperança, em meio a um mundo que regride à miséria das primeiras décadas do século passado.

Mas teimam em ver o exterior como um mundo ideal, onde tudo é limpo, lindo e tecnológico.

O mundo, em todas as partes, é simplesmente feito de pessoas.

Quando elas vivem reduzidas à condição de bichos, nem a cosmopolita Nova York é civilizada.

Leiam o trecho que reproduzo desta matéria de hoje em O Globo.

E a foto que copio acima, de Ryan e Shelley, um casal de moradores de rua.

Um ex-casal, aliás, porque Ryan, agora, está morto.

É bom para lembrar o que esquecemos depois que passamos a achar Charlie Chaplin apenas um comediante antigo, não…

View original post 639 more words

A UEPA está sucateada e abandonada (e há mais de 20 anos)

uepa

A Universidade do Estado do Pará apareceu na mídia ultimamente por conta da candidata aprovada pelas cotas e também por ter errado divulgado a aprovação de um candidato reprovado, mas isso é a ponta do iceberg da falta de gestão que o governo tucano de Simão vem promovendo na UEPA e na educação pública paraense.

A UEPA não tem orçamento próprio como a USP, pois todo o recurso utilizado pela UEPA vem do projeto atividade “educação pública de qualidade” e dentro dessa atividade há os recursos da SEDUC por exemplo, então, a mesma verba que paga o professor da SEDUC também para o professor da UEPA, por isso que há pouco tempo atrás não havia diferença muita diferença entre o salário de um professor AD-4 do ensino médio e um professor de ensino superior da UEPA, inclusive a UEPA é mantida, assim como a SEDUC/PA, principalmente através das transferências de verbas federais oriundas do FUNDEB, portanto, são verbas GARANTIDAS! Cabe ao gestor fazer o bom uso.

Apesar de ter verba, a UEPA sofre com a precariedade nas instalações, com a falta de recursos humanos e também com problemas na remuneração dos professores, por exemplo, um professor da UFPA faz concurso para se dedicar exclusivamente à atividade docente, já na UEPA há processos seletivos anuais, mas no geral os docentes não são exclusivos, inclusive muitos atuam em universidades particulares ou mesmo na SEDUC, o que é de certa forma ruim para a pesquisa, pois nem todos os professores conseguem ter tempo para produzir pesquisa, pois precisam complementar seus salários.

A verdade é que a UEPA hoje (e a SEDUC) lembra muito a UFPA dos anos 80 e 90 do século passado, em que era uma universidade precária, patriarcal e com pequenas ilhas de excelência em alguns cursos, mas no geral, era uma universidade elitista e ruim, não por acaso os últimos dirigentes da educação no Pará (e por extensão da UEPA) foram dirigentes (reitores) daquela UFPA do passado, como o professor e deputado Nilson Pinto e o prof. Alex Fiúza, anos em que a UFPA cresceu pouco e teve a sua estrutura sucateada por falta de investimentos.

Para que haja uma mudança na UEPA é preciso melhorar a gestão, inclusive promovendo a participação dos docentes e discentes nas decisões da universidade, vincular o orçamento da UEPA diretamente a arrecadação do ICMS, assim a UEPA poderia deixar de dividir orçamento com a Educação Básica e investir mais em pesquisa, inovação, ampliação de número de vagas e melhoria na estrutura dos campi na capital e no interior. É preciso também profissionalizar a gestão e torná-la mais democrática e não esquecer que a universidade precisa ir além da prestação do serviço e se tornar um campo aberto de debates de ideias.

Desabafo de um professor sobre a atual situação dos campi da UEPA

Desabafo de um professor sobre a atual situação dos campi da UEPA

Caminhoneiros que bloqueiam rodovias

Vivemos em um mundo distópico mesmo! Caminhoneiros privam o direito de ir e vir para tentar conseguir outro direito…meio incoerente, mas vamos aos fatos: a realidade é que o Brasil tem uma infraestrutura logística péssima e grande parte do que é produzido aqui é transportado por caminhoneiros que acabam com o asfalto das rodovias, atrapalham o trânsito nas áreas urbanas, sem falar aqueles que são clientes das prostitutas (algumas menores) de beira de BR ou que consomem drogas para se manter acordados. A realidade é que o Brasil precisa investir em outras formas de transporte, como o ferroviário e fluvial, assim não ficamos nas mãos de caminhoneiros.

O Estado Islâmico e os Muçulmanos

O Estado Islâmico está aí…pintando e bordando em nome de Alá, um deus sem poder, porquê  precisa de humanos portanto fuzis para impor sua vontade. Ok, mas nem todo muçulmano é radical e nem terrorista, mas quantos condenam ataques terroristas ou mesmo lutam contra o EI? O Islamismo NÃO é a religião da tolerância, pelo contrário, então por qual motivo temos que tolerar esse estilo de vida da idade média.

Antes os islâmicos eram povos fascinantes, mas ao aderirem aos princípios radicais acabaram se tornando o que são hoje: potenciais terroristas.