Chacina em Belém: algumas considerações, milícia formada por ex-PMs e o crime anunciado


544921_766420893429069_8850948517371541035_n

 

Tendo em vista a chacina ocorrida em alguns bairros da periferia de Belém, vamos listar alguns pontos importantes que ajudam a entender a crueldade desses criminosos (aparentemente ex-PMs ligados ao mundo do crime):

 

1) O cabo da PM assassinado respondia por crimes de homicídio e era conhecido como “matador de vagabundos”. Conhecido como Pet, o policial era temido na periferia;

2) Após a morte de Pet, alguns colegas de farda convocaram a “matança”e falavam em resposta, inclusive um dos colegas de farda do cabo assassinado posta convocatória no Facebook.

Captura de Tela 2014-11-10 às 17.20.35

 

3) Após a convocatória, um áudio supostamente de um praça alerta a população sobre uma possível retaliação em resposta a morte do cabo Pet, os bairros alvo dessa “operação” seriam os bairros do Guamá, Canudos, Terra Firme, Jurunas e Marco;

10173795_589336001170581_8359064851998332755_n

 

4) Um grupo de mascarados em 6 motos e 2 carros percorrem esses bairros efetuando disparos em pessoas que estão na rua durante o toque de recolher alertado (veja o ponto 3). Todas os 11 assassinados não tinham ligação com a morte do cabo Pet e pelo menos 4 não tinham nenhum envolvimento com a criminalidade;

5) Nenhuma viatura fazia ronda nas áreas das execuções, pois minutos antes os praças receberam ordens para retornar aos seus respectivos batalhões;

6) O Governo do Estado e a Polícia Militar do Pará se pronunciam com atraso, apesar de vários vídeos e áudios fakes propagarem boatos de mais de 200 mortes;

7) Nenhum dos motoqueiros encapuzados foi identificado, apesar de já se saber que se trata de uma milícia formada por ex-PMs que atua na periferia e presta serviços para traficantes. A PM faz vista grossa para essa milícia que já atua em Belém há pelo menos 2 anos;

8) Nenhum dos assassinos do cabo Pet foi identificado. A informação que se tem é que a morte dele foi encomendada por traficantes descontentes com a atuação dessa suposta milícia;

Captura de Tela 2014-11-10 às 17.40.50

 

Captura de Tela 2014-11-10 às 17.41.09

 

9) Nas redes sociais é comum encontrar perfis de pessoas ligadas à PM (ou não) defendendo a atuação do cabo assassinado e a atuação dos encapuzados que mataram as 11 pessoas.

 

A realidade é que o Governo do Estado Pará já não tem mais o controle da situação e a população está nas mãos do crime em Belém. O povo do Pará quer uma resposta enérgica do governador Simão Jatene e a troca de toda a cúpula da segurança pública do Estado.

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s