Mercado de São Brás Centenário: de presente, o descaso


Hoje (21/5) o antigo Mercado de São Brás completa 100 anos de existência, um bom motivo para comemorar, pois o prédio em estilo neoclássico e art-noveau ainda está de pé (o que é incomum em Belém).

Antiga imagem do Mercado de São Brás.

O Mercado passou por pelo menos duas grandes reformas desde a sua inauguração em 1911, a primeira nos anos 80 modificou a pintura original do prédio e retirou as telhas originais importadas da Europa, segundo relatos, as telhas originais foram parar na casa de um “ilustre” ex-prefeito da cidade.

A segunda grande revitalização ocorreu no fim dos anos 90, na então administração petista de Edmilson Rodrigues. A pintura original foi recuperada, boxes para venda de artesanatos foram disponibilizados para os feirantes que ocupavam o estacionamento atrás do mercado e também para vendedores instalados ao longo das calçadas do início da Almirante Barroso e Cipriano Santos.

Após a reinauguração do Mercado de São Brás em 1999 muitos problemas surgiram, como goteiras no telhado (substituído por um de péssima qualidade), infiltrações nas paredes centenárias e o lixo acumulado principalmente na lateral esquerda do prédio. Além desses graves de problemas de infraestrutura, a presença de moradores de rua e dependentes químicos no entorno do prédio causou uma considerável queda na frequência de visitantes, que foi agravada com a retirada do posto da Guarda Municipal de Belém que proporcionava certa segurança aos frequentadores do espaço público.

É lamentável perceber o quanto a Prefeitura de Belém abandonou a manutenção desse espaço que poderia ser um dos cartões postais da cidade, o que beneficiaria o turismo e a economia da região, cada vez mais deteriorada.

A verdade é que o Mercado de São Brás é  mais uma “vítima” do descaso patrocinado pela Prefeitura e Governo do Estado que não promove a manutenção mínima desses espaços públicos, cada vez mais raros e subutilizados na cidade.

PS.: Há um projeto da Prefeitura de Belém que pretende transformá-lo no teatro municipal da cidade. Reuniões com os comerciantes já foram realizadas e de acordo com os mesmos, a feira de artesanato e alimentos voltará para o estacionamento.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s