Caso Eloá Pimentel: papel decisivo da imprensa no desfecho trágico do seqüestro


A semana passada toda e o ínicio da atual foram cobertas de aflição e preocupação por parte de milhões de telespectadores que assistiam em tempo real toda a cobertura do fatídico sequestro das jovens Eloá (15) e Nayara (15).

Além do motivo fútil e torpe que levou ao seqüestro, um outro fato que me chamou atenção durante o tempo que acompanhei o caso, foi a forma como muitos veículos de comunicação reportavam aquela situação.É inegável afirmar que os meios de comunicação prestam um serviço de grande importancia para a sociedade, ao informar a população sobre os fatos que ocorrem no país, no entanto, uma parcela desses veículos acabaram tratando a situação de modo sensacionalista, sendo que alguns se utilizaram do caso para alavancarem audiência de seus determinados programas, sem levar em consideração as vidas que estavam em jogo e o risco que elas corriam.

O próprio sequestrador foi colocado como uma vítima, sendo que muitos chegaram a dizer que o mesmo não era “bandido”, que era uma boa pessoa, entre outras pérolas. Esse tipo de super-valorização se deu por conta de que o assassino estava acompanhando pela TV, todos os telejornais, inclusive isso o beneficiou, já que pela tela da TV podia saber qual a posição da polícia, se a mesma estava pensando em invadir ou se havia no local atiradores, ou seja, parte da imprensa nos informou, mas informou principalmente o bandido.

O cúmulo da falta de profissionalismo e de tratamento sensacionalista para o caso, veio do Programa “A Tarde é Sua” da Rede TV, que ao conseguir o telefone da casa da vítima, adquiriu um “furo” jornalístico importante, já que o mesmo programa, comandado pela alarmista Sônia Abraão, iria entrevistar o sequestrador na íntegra. Cabe ressaltar que com esse “furo”, o programa obteve audiência acima da média e a maior desde a sua estréia.

De fato, esse “furo” influiu no desfecho trágico do sequestro, pois foi a partir dali que o assassino achou que estava comandando a situação, que estava com o controle nas mãos, inclusive com o poder de decisão de vida ou morte para as duas adolescentes.

Assim como no caso de Daniella Perez , o caso Isabella Nardoni e outros, parte da imprensa tentou fazer o circo pegar fogo a partir de uma cobertura irresponsável, que parece se beneficiar de casos como esses que envolvem comoção nacional, o que gera pontos na audiência e conseqüentemente mais lucros.

Cabe ressaltar que não foi somente o programa da RedeTV que nos proporcionou esse tipo de cobertura, outros canais (como a Record News e TV Globo), também relutaram reportar inadequadamente o caso.

Saiba mais sobre o caso aqui e aqui.

PS.: Além dessa questão puramente jornalística, outros fatos também chamaram a minha atenção, dentr os quais cito os seguintes: 1) Como o ex namorado de Eloá conseguiu a arma e as munições?; 2) O que motivou o GATE a não utilizar os atiradores de elite?; 3) Por que Nayara voltou para o apartamento, mesmo sabendo que sua vida corria risco (já que o sequestrador tentou assassiná-la também)?; 4) Que tipo de mãe autoriza a filha menor de idade a namorar um pessoa adulta ? (O mesmo namorou com Eloá quando ela tinha apenas 12 anos e ele 19), trata-se de um caso de corrupção de menor e atentado violento ao pudor; 5) Fora a irresponsabilidade e deserviço que parte da impressa prestou, a mesma feriu o Estatuto da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/90), já que divulgou nomes, sobrenomes e dados que podem identificar as menores posteriormente, sem falar na exposição da imagem das vítimas ao público.

Advertisements

2 thoughts on “Caso Eloá Pimentel: papel decisivo da imprensa no desfecho trágico do seqüestro

  1. eu sinto muito por isso ter acontecido eu sei como é super ruim
    eu tbem tenhu uma amiga q eu adoro ela c ela morrer minha vda tbem irá acabar
    amigas pra cempre ieu e ela e la c chama leila ela parece com eloá
    bjs

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s